terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Dawn to Dusk, Twightlight to Starlight

Ainda haverá um dia em minha vida em que acordarei cedo só para ver o Sol nascer. Tomarei um café, escreverei minhas estórias e histórias, minhas músicas e poesias, e depois voltarei a dormir, pois neste dia, vou largar tudo.
Pegarei meu violão, caminharei, verei o Sol se pôr, enquanto canto as melodias da liberdade.
Voltarei para casa, ninguém para me incomodar com responsabilidades. Delas cuidarei sozinha.
Escreverei cartas pros amigos distantes. Ligarei para os próximos.
Colecionarei fotos e cartões.
E então, dormirei sob o Luar.
Esse será o dia mais feliz em minha vida, quando nada poderá dar errado. E se der, estarei rindo da bobagem que é a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário