quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Give me five! ~ Dicas para emagrecer / não engordar.

Hoje eu tive vontade de fazer um post sobrepeso. Desculpem, sobre peso.
É que eu tenho visto muita gente falando que vai fechar a boca, cortar toda a alimentação normal pra emagrecer e etc.
Gente, vamos ser sinceros; há necessidade disso? Você gordinho(a), tem algum problema de saúde, genético, como colesterol ou má circulação que realmente envolva a quantidade de gordura má distribuída no organismo? Se a resposta for não, a dieta só será útil se você tiver algum outro problema com seu peso, como dificuldade de se aceitar, etc, caso você seja um(a) gordinho(a) feliz e saudável, não precisa nem ler o post até o final. Se a resposta for sim, que fique claro que não é parando de comer que você vai emagrecer.
Emagrecer exige cuidado e disciplina. Acompanhamento médico também é necessário, mesmo que você vá apenas uma vez por mês.
Aqui vão algumas dicas que aprendi com nutricionistas do hospital onde trabalhei (no setor de nutrição aprende-se muita coisa).

1- Ao acordar, beba meio copo de água gelada.
Isso vai fazer com que seu organismo acorde e seu metabolismo acelere.

2- Coma de 3 em 3 horas.
Por exemplo: Tomei café às 7, como uma fruta* ou tomo um iogurte às 10. Almoço à 13, lancho às 16, janto às 19 e às 22, se eu ainda não for dormir e estiver com fome, como uma fruta* ou tomo um copo de leite, algo leve de fácil digestão.
Se você não acorda tão cedo: Tomei café às 09, almocei 12:00, lanchei às 15, fiz outro lanchinho leve às 18, às 21 janto.
O importante é calcular os horários certos de fazer uma refeição ou apenas comer para manter o organismo alerta. Com um limite de 6 refeições ao todo (pequenas e grandes refeições somadas).
*Evite frutas cítricas, que podem ser prejudiciais ao estômago puro, como laranja, tangerina, abacaxi e etc. Estas podem ser consumidas após a refeição.

3- Diminua a quantidade de comida. / Estipule limites.
Eu sei, esta parta é difícil. Mas já que vamos comer mais vezes ao longo do dia, não sentiremos muita fome, certo? Então por que continuar comendo a mesma quantidade que comíamos pra nos mantermos cheios até a próxima refeição? Coma em pratos pequenos e bem rasos. Utilize colheres pequenas para medir a porção de cada alimento que está colocando em seu prato de acordo com a quantidade de alimentos variados que vai consumir. Procure colocar pouco arroz (entre 4 e 5 colheres de sopa rasas no máximo - isso é só uma dica) e aumentar a quantidade de folhas, como por exemplo alface, que vai facilitar muito a digestão, dando um fim no aspecto de "inchaço".

4- Evite o sedentarismo.
Chegamos na parte chata. Não tô dizendo que você tem que acordar cedo pra malhar ou ir pra academia. Pelo contrário. Isso vai tornar as coisas mais complicadas, pois nem todo mundo consegue manter um ritmo assim por muito tempo (a pessoa fica desgastada - às vezes em menos de dois meses - e acaba se deixando descansar - por tempo indeterminado). Por isso tente começar devagar, fazendo alongamentos ao acordar, evitando usar o controle remoto para trocar de canal, o carro para ir até a padaria, ou o telefone para pedir entregas. E por que não trocar aquela condução que você pega pra ir a um lugar bem próximo de sua casa por uma caminhada até lá? Se você já sair de casa disposto a ir andando, vai chegar mais rápido do que se ficar no ponto esperando. E ainda vai economizar passagem, olha só que legal!

5- Troque uns pelos outros.
Alguns alimentos nós sabemos que engordam, como os que contém carboidratos (pão, arroz, macarrão e massas em geral). Têm coisas que muitas vezes parecem opções melhores, mas não são. Por exemplo, uma vez estava caminhando no calçadão de Campo Grande (no Rio de Janeiro) olhando roupas. Eu tinha ido depois do almoço, mas como passei muito tempo fuxicando as lojas (ninguém que vai no calçadão passa menos de meia hora lá!), comecei a sentir fome. Acabei comprando um pacotinho de amendoim, o que me deu sede (também porque estava muito calor). Amendoim engorda e o que eu ia comprar depois? Uma garrafinha de refrigerante de limão. Refrigerante engorda ainda mais que o amendoim. Daí eu parei e pensei bem: Por que não comprei um sorvete no lugar do amendoim? Vocês devem estar pensando: "SOR-VE-TE?? Isso não engorda mais??" E eu respondo que não. O sorvete é um alimento que contém gordura fria, ou melhor, gelada, que é instantaneamente quebrada quando vai de encontro com a gordura quente do organismo humano. Ou seja, a boa notícia: Sorvete não está proibido para quem faz dieta! Mas não abuse, pois todo excesso faz mal de alguma forma! Além do mais, o sorvete contém açúcar. E açúcar demais... bem, todos já sabem. No meu caso, eu estava com a pressão um pouco baixa, por isso que o amendoim me fez pensar melhor! (risos)
Enfim, é bom dar uma boa pesquisada, e fazer trocas saudáveis (como o pão pelo biscoito de sal, etc) e evitar vícios como biscoitos recheados, chocolate, doces, bolos, refrigerantes, entre outras coisinhas.

Lembrando que EU não sou formada em Nutrição, mas tudo que está neste post foi baseado em coisas que li em livros verdadeiros, experiência própria e coisas que aprendi no meu antigo emprego na nutrição de um hospital. Não possuo CRN, apenas conhecimento!
Espero ter ajudado! Monte sua dieta e mantenha a perseverança!

Abraços! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário